Voltar

Informe estatístico 1, 1996 Brasil, Norte, Nordeste, Sudeste, Sul, Centro-Oeste

Informe estatístico 1, 1996 Brasil, Norte, Nordeste, Sudeste, Sul, Centro-Oeste (Versão 1.2)

Miniatura Uploads feitos por Test, 01/02/04 13:16
Atualização dos indicadores básicos do sistema educacional brasileiro, apresentando os dados nacionais e desagregados por região, permitindo comparações entre 1991 e 1996: alfabetização da população de 15 anos ou mais idade, estabelecimentos, funções docentes, matrícula, número de alunos/professor, concluintes, taxas de aprovação e reprovação, e distribuição de matrículas. nas redes municipais e estadual para a educação pré-escolar, classe de alfabetização, ensino fundamental e médio. A Região Nordeste, mesmo com redução de 7,1% no número de analfabetos entre as pessoas com mais de 15 anos, continua ostentando quase o dobro da taxa média nacional e mais de três vezes as taxas das Regiões Sul e Sudeste. Verifica-se um aumento das taxas de escolarização na faixa etária de 6 a 17 anos, registrando um expressivo aumento de 52,2% do número de matrículas e recuo das taxas de evasão e repetência, em todos os níveis de ensino, aumentando a permanência do aluno na escola. No entanto, a distorção idade/série permanece como um dos maiores desafios a ser enfrentado pelos sistemas de ensino.
Publicação: Institucionais Institucionais » Estatísticas Educacionais
1 de 81

Versão 1.2

Última atualização por Lilian DOS SANTOS LOPES
24/05/16 17:07
Estado: Aprovado
Atualização dos indicadores básicos do sistema educacional brasileiro, apresentando os dados nacionais e desagregados por região, permitindo comparações entre 1991 e 1996: alfabetização da população de 15 anos ou mais idade, estabelecimentos, funções docentes, matrícula, número de alunos/professor, concluintes, taxas de aprovação e reprovação, e distribuição de matrículas. nas redes municipais e estadual para a educação pré-escolar, classe de alfabetização, ensino fundamental e médio. A Região Nordeste, mesmo com redução de 7,1% no número de analfabetos entre as pessoas com mais de 15 anos, continua ostentando quase o dobro da taxa média nacional e mais de três vezes as taxas das Regiões Sul e Sudeste. Verifica-se um aumento das taxas de escolarização na faixa etária de 6 a 17 anos, registrando um expressivo aumento de 52,2% do número de matrículas e recuo das taxas de evasão e repetência, em todos os níveis de ensino, aumentando a permanência do aluno na escola. No entanto, a distorção idade/série permanece como um dos maiores desafios a ser enfrentado pelos sistemas de ensino.
Baixar (4,5MB) Get
Histórico da versão
Versão Data Tamanho  
1.2 3 Anos atrás 4,5MB
1.1 3 Anos atrás 1,6MB
1.0 3 Anos atrás 1,6MB

Publicações mais Recentes

Guia do usuário - Serviço de Acesso a Dados Protegidos (Sedap) ›

Este guia destina-se aos pesquisadores que desejam utilizar dados produzidos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) cujo acesso esteja condicionado ao cumprimento da Lei de Acesso ...