Conheça o Inep

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) é uma autarquia federal vinculada ao Ministério da Educação (MEC).

Sua missão é subsidiar a formulação de políticas educacionais dos diferentes níveis de governo com intuito de contribuir para o desenvolvimento econômico e social do país.

Com esse objetivo o Inep atua nas seguintes áreas:

AVALIAÇÕES, EXAMES E INDICADORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA

Sistema Nacional da Educação Básica (Saeb)
Instituído em 1990, atualmente apresenta informações a respeito das principais etapas da Educação Básica, desde o processo de alfabetização no Ensino Fundamental até a etapa final do Ensino Médio. Por meio de testes cognitivos e questionários, a cada dois anos investiga os principais envolvidos no processo educativo e oferece informações sobre estudantes, professores, dirigentes educacionais e os seus respectivos sistemas de ensino e escolas.

Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb)
Criado em 2007, o indicador combina os resultados do fluxo escolar, obtidos pelo Censo Escolar, com as médias de desempenho do Saeb. É divulgado a cada dois anos e serve como ferramenta para acompanhamento das metas da educação. 

Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)
Criado em 1998 para avaliar o desempenho do estudante ao final da Educação Básica. Desde 2004 é usado também como mecanismo de seleção para o ingresso no Ensino Superior e a outros programas do Ministério da Educação.

Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja)
Desde 2002 é ofertado a jovens e adultos residentes no Brasil e no exterior que não tiveram oportunidade de concluir seus estudos em idade própria e buscam certificação do Ensino Fundamental e do Ensino Médio.

Indicadores Educacionais
Medidas construídas a partir dos diferentes dados produzidos pelo Inep e que ajudam no processo de avaliação educacional. São úteis, principalmente, para o monitoramento dos sistemas educacionais, considerando o acesso, a permanência e a aprendizagem.


AVALIAÇÕES, EXAMES E INDICADORES DA EDUCAÇÃO SUPERIOR

Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes)
Tem o objetivo de assegurar o processo nacional de avaliação das Instituições de Educação Superior (IES), dos cursos de graduação e do desempenho acadêmico dos estudantes, visando melhoria da qualidade da educação superior, orientação da expansão da sua oferta, aumento permanente da sua eficácia institucional, efetividade acadêmica e social e promoção do aprofundamento dos compromissos e responsabilidades sociais das IES.  Seus instrumentos são:

- Avaliação interna (auto-avaliação)
Realizada por cada instituição, o relatório contém análises qualitativas e ações de caráter administrativo, político, pedagógico e técnico-científico. Esses aspectos devem guiar o processo de avaliação e identificação dos meios e recursos necessários para a melhoria da IES.

- Avaliação externa (in loco)
Feita por membros externos, pertencentes à comunidade acadêmica e científica, reconhecidos pelas suas capacidades em áreas específicas e conhecimento sobre instituições e cursos universitários. São selecionados e capacitados pelo Inep.

- Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade)
Realizado desde 2004, avalia o desempenho dos concluintes dos cursos de graduação. O exame é obrigatório e a periodicidade máxima da avaliação é trienal para cada área do conhecimento. Avalia o rendimento dos concluintes dos cursos de graduação, em relação aos conteúdos programáticos, habilidades e competências adquiridas em sua formação.

- Avaliação Nacional Seriada dos Estudantes de Medicina (Anasem)
Instituída em 2016, avalia, de forma seriada, estudantes de graduação em Medicina do 2º, 4º e 6º anos por meio de instrumentos e métodos que considerem conhecimentos, habilidades e atitudes previstas nas Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Medicina.

Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos (Revalida)
Orienta o reconhecimento de diplomas de medicina emitidos por instituições de educação superior estrangeiras.  A primeira etapa é uma prova objetiva com questões de múltipla escolha e discursivas. A segunda etapa é uma avaliação de habilidades clínicas.

Indicadores de Qualidade da Educação Superior
Expressos em escala contínua e em cinco níveis, são importantes instrumentos de avaliação da educação superior brasileira. São quatro indicadores: 
- Conceito Enade (CE)
Avalia os cursos de graduação a partir dos resultados obtidos pelos estudantes no Enade. É divulgado anualmente para os cursos que tiveram pelo menos dois estudantes concluintes participantes do Exame.
- Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD)
Mede o valor agregado pelo curso ao desenvolvimento dos estudantes concluintes, considerando seus desempenhos no Enade e suas características de desenvolvimento ao ingressar no curso de graduação avaliado
- Conceito Preliminar de Cursos (CPC)Combina, em uma única medida, diferentes aspectos relativos aos cursos de graduação. Seus componentes podem ser agrupados em quatro dimensões: desempenho dos estudantes, valor agregado pelo processo formativo oferecido pelo curso, corpo docente, e condições oferecidas para o desenvolvimento do processo formativo.
- Índice Geral de Cursos (IGC)Resultado de avaliação das Instituições de Educação Superior (IES). É uma média ponderada, a partir da distribuição dos estudantes nos níveis de ensino, que envolve as notas contínuas de CPC dos cursos de graduação e os conceitos Capes dos cursos de programas de pós-graduação stricto sensu das IES.

Sistema de Avaliação de Escolas de Governo (Saeg)
Avaliação in loco das Escolas de Governo com a finalidade de promover a melhoria da qualidade, o aumento permanente da sua eficácia institucional e efetividade acadêmica e social, e a promoção do aprofundamento dos compromissos e responsabilidades sociais.

AÇÕES INTERNACIONAIS

Exame de Certificação de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (Celpe-Bras)
Único certificado brasileiro de proficiência em português como língua estrangeira reconhecido oficialmente, é conferido em quatro níveis. É aplicado no Brasil e em outros países com o apoio do Ministério das Relações Exteriores.

Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja Exterior)
Ofertado a jovens e adultos residentes no exterior que não tiveram oportunidade de concluir seus estudos em idade própria e buscam certificação do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. Atualmente, é aplicado em dez países com apoio do Ministério das Relações Exteriores.

Programme for International Student Assessment (Pisa) ou Programa Internacional de Avaliação de Estudantes
Iniciativa de avaliação comparada coordenada pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), aplicada de forma amostral a estudantes matriculados a partir do 8º ano do Ensino Fundamental na faixa etária dos 15 anos.

Sistema de Acreditação Regional de Cursos de Graduação do Mercosul (ARCU-SUL)
Resultado de um acordo entre os Ministros de Educação de Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai, Bolívia e Chile, o sistema executa a avaliação e acreditação de cursos universitários. No Brasil, o Inep é o responsável pela gestão e realização das ações do Arcu-Sul)

Indicators of National Education Systems (Ines) ou Programa de Indicadores dos Sistemas Educacionais Nacionais
Iniciativa da OCDE para construção de indicadores educacionais comparáveis internacionalmente e elaboração de estudos técnicos, pesquisas e levantamentos para a análise das dimensões da constituição de indicadores.

Teaching and Learning International Survey (Talis) ou Pesquisa Internacional sobre Ensino e Aprendizagem
Coleta de dados comparáveis internacionalmente sobre o âmbito de aprendizagem e as condições de trabalho dos professores nas escolas de diversos países que visam a revisão e definição de políticas para o aprimoramento da profissão docente.

Education at a Glance (EaG)
Estudo anual do Ines coleta de dados educacionais internacionais em temas como o impacto da aprendizagem, o investimento financeiro, o acesso à educação, o contexto de aprendizagem, a organização das escolas.

Cooperação Técnica Internacional
Acordo de Cooperação Técnica firmados com Cabo Verde, República Dominicana e São Tomé e Príncipe via Agência Brasileira de Cooperação (ABC), do Ministério das Relações Exteriores, para repasse de expertise na área de avaliação educacional para países em desenvolvimento.

Estudos Regionais Comparativos ERCE/LLECE
Por meio de uma rede de diretores regionais de avaliação educacional na América Latina e no Caribe (Orealc/Unesco), avaliam a qualidade da educação no Ensino Fundamental. O foco é melhorar a igualdade das situações educacionais.

Setor Educacional do Mercosul (SEM)
Resultado da assinatura de protocolo de intenções por parte dos Ministros da Educação dos respectivos países membros do bloco para analisar questões relacionadas a indicadores estatísticos e à harmonização de termos educacionais.

Redes de Agencias Nacionales de Acreditación de la Educación Superior (Riaces)
Reúne agências de avaliação e acreditação de países ibero-americanos para promover a cooperação e o intercâmbio de experiências em avaliação da Educação Superior. O Inep também participa da Red de Agencias Nacionales de Acreditación (Rana).

Metas Educativas 2021
Trabalho conjunto com outros organismos internacionais, como a Organização dos Estados Americanos (OEA) e a Organização de Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI) com repasse de estatísticas educacionais.

Agenda 2030
Trabalho conjunto com organismos internacionais como a Unesco, por meio do Grupo de Cooperação Técnica (TCG) e do Instituto de Estatísticas da Unesco (UIS), para monitoramento da meta do Objetivo do Desenvolvimento Sustentável (ODS) 4 - Educação/ONU.

BIBLIOTECA E ARQUIVO DA EDUCAÇÃO

Centro de Informação e Biblioteca em Educação (Cibec)
O acervo mantido pelo Cibec constitui patrimônio histórico, cultural e científico do povo brasileiro e visa facilitar e ampliar o acesso da sociedade à memória e ao conhecimento sobre a educação. Fazem parte do Cibec:

- Biblioteca e Arquivo Histórico da Educação Brasileira
Com ênfase em estatística e avaliação educacional, o acervo é composto por documentos bibliográficos (periódicos, livros, teses e dissertações, material multimídia, além de obras raras e especiais em diferentes idiomas) e documentos arquivísticos históricos, ambos considerados memória da educação brasileira.

- Thesaurus Brasileiro da Educação (Brased)
Reúne termos e conceitos extraídos de documentos analisados no Cibec e relacionados a partir de uma estrutura conceitual da área. Esses termos, chamados descritores, destinam-se à indexação de toda produção bibliográfica na área e à recuperação de informações.

- Banco de Dados Terminológicos do Mercosul (BDT)
Glossário disponibilizado em português e espanhol elaborado pelo Grupo de Trabalho de Terminologia no Setor Mercosul Educacional. O Cibec representa o Brasil na harmonização de termos e definições da área educacional.

- Bibliografia Brasileira da Educação (BBE)
Criado em 1935, é um repositório digital e referencial das informações produzidas no Brasil e no exterior sobre a educação brasileira. Para que uma obra seja indexada pela BBE a mesma deve atender a critérios específicos.

Serviço de Acesso a Dados Protegidos (Sedap)
Voltado exclusivamente para fins de pesquisa, permite que pesquisadores, professores e consultores acessem o bancos de dados protegidos do Inep para embasar pesquisas sobre censos e avaliações.

ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS

Censos Educacionais
Baseados em princípios fundamentais que orientam a produção e a divulgação das estatísticas educacionais oficiais produzidas pelo Inep com o objetivo de promover uma conduta profissional adequada, a manutenção da qualidade das estatísticas e a melhoria contínua dos métodos e processos para a sua produção, tratamento, análise e disseminação. São eles:

- Censo da Educação Superior
Realizado anualmente, é o instrumento de pesquisa mais completo do Brasil sobre as Instituições de Educação Superior (IES), seus alunos e docentes.  Os dados são coletados a partir do preenchimento dos questionários e geram estatísticas oficiais da área.

- Censo Escolar
Principal instrumento de coleta de informações da Educação Básica, é o mais importante levantamento estatístico educacional brasileiro nessa área. Realizado em colaboração com as secretarias estaduais e municipais de educação, tem a participação de todas as escolas do país.

PUBLICAÇÕES

Revistas
A Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (RBEP), criada em 1944, tem periodicidade quadrimestral e publica artigos resultantes de estudos e pesquisas. Em Aberto, criado em 1981, é um periódico monotemático de questões relevantes sobre a educação brasileira.

Séries
Eventos, Relatos de Pesquisa, Textos para Discussão e Estado do Conhecimento são algumas das séries publicadas. A PNE em Movimento traz artigos autorais inéditos, resultantes de estudos que contribuem para o monitoramento do Plano Nacional de Educação (PNE).

Boletins
O boletim Na Medida é uma publicação eletrônica quadrimestral que divulga estudos e pesquisas sobre temas e políticas educacionais prioritariamente realizadas com as bases de dados do Inep.

Institucionais e Publicações Diversas
Avaliação da Educação Básica, Estatísticas, Anais Documentários, Análises e diagnósticos são exemplos de publicações institucionais. O Inep também publica títulos avulsos, publicações elaboradas em parceria com outras instituições e o Projeto Boas Práticas na Educação.

Coleções
As coleções Paschoal Lemme reúne memórias e reflexões do educador e colaborador do Inep. A Lourenço Filho é uma reedição dos livros do educador, escritor e primeiro diretor do Inep. Outras coleções são: Educação Superior em Debate e Documentos da Educação Brasileira.

Página atualizada em: 20 outubro 2015