Laboratório 07 de Dezembro de 2008

Selecionadas as melhores experiências em gestão educacional do Brasil

As dez melhores experiências municipais no Brasil em gestão educacional de 2008 serão premiadas no próximo dia 17, em Brasília. O resultado final da seleção da segunda edição do Prêmio Inovação em Gestão Educacional está publicado na edição desta sexta-feira, dia 5, no Diário Oficial da União. Cada município premiado assinará, em 2009, um convênio no valor de R$ 100 mil com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para ser empregado no desenvolvimento, ampliação e avaliação das iniciativas premiadas.

Os trabalhos inscritos foram divididos em quatro grupos temáticos: gestão pedagógica, gestão de pessoas, planejamento e gestão (democrática, infra-estrutura e financeira) e avaliação e resultados educacionais. Entre os vencedores está o município de Castanhal (PA), a 90 quilômetros de Belém, com o projeto Informática Educativa, que abre os laboratórios de informática das escolas públicas aos sábados para a capacitação profissional da comunidade. São duas horas de aula, durante três meses e meio. Mais de três mil pessoas já fizeram o curso de formação desde 2007.

"A formação em informática é importante, hoje, para conseguir emprego, e muitas pessoas que passaram pelos laboratórios das nossas escolas já conseguiram entrar no mercado de trabalho", explica Lucianne Souza, 31 anos, coordenadora pedagógica de informática da Secretaria de Educação de Castanhal. Das 23 escolas com laboratório de informática do município de 200 mil habitantes, 12 funcionam aos sábados para atender a comunidade. Um instrutor de informática é pago pelo secretaria para dar as aulas. A experiência deve ser estendida à zona rural.

Foram premiados ainda os municípios de Novo Hamburgo e Passo Fundo (RS), Pompéia e Santos (SP), Sobral e Itaiçaba (CE), Petrolina (PE), São Pedro dos Crentes (MA) e Dourados (MS).

O Prêmio Inovação em Gestão Educacional é realizado a cada dois anos, com o objetivo de divulgar as experiências que ajudam a atingir as metas do Plano Nacional de Educação (PNE) e do Compromisso Todos pela Educação. Os trabalhos premiados passam a integrar o Banco de Experiências do Laboratório de Experiências Inovadoras em Gestão Educacional. Essas iniciativas devem servir de inspiração para dirigentes educacionais na elaboração de políticas de gerenciamento de sistemas e elevar a qualidade da educação básica. Há 187 experiências cadastradas.

Assessoria de Comunicação Social do MEC