Educação Básica 02 de Junho de 2014

Secretários municipais definem censo como estratégico

Para a dirigente municipal de educação de Macaé (RJ), Lúcia Maria Silva Tomas, o Censo Escolar da Educação Básica é estratégico para o planejamento e gestão da rede de ensino. "O Censo fornece ao município os dados para todo o planejamento futuro, para sabermos realmente como está o nosso município e assim tomar decisões sobre o que fazer para melhorar", destaca.

Ela lembra ainda que, logo no primeiro dia de coleta, na quarta-feira, 28, a Secretaria Municipal de Educação trabalhava na mobilização para preenchimento dos dados do censo. "A secretaria está toda envolvida na conscientização dos diretores das escolas para o preenchimento dos dados", conta.

A opinião da secretária, que participou do 6° Fórum Nacional Extraordinário da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), realizado em Florianópolis, entre 27 e 30, é compartilhada por outros gestores municipais de diversos estados e regiões do país.

A secretária municipal de Educação de Bonito de Santa Fé, na Paraíba, Eliana Araruna, afirma que o Censo é uma ferramenta indispensável para qualquer gestor municipal. "A partir das informações que temos com a coleta dos dados é possível saber o que acontece na rede, para planejar e traçar metas de políticas públicas voltadas para o estudante de forma mais eficaz", diz.

Já o secretário de educação de Alto Alegre, Roraima, Dejanes Almeida da Silva, ressalta a questão financeira, pois a partir do Censo é que são calculados recursos repassados aos municípios. "O número de alunos impacta nos recursos que o município recebe. Além disso, este levantamento faz um diagnóstico para que possamos agir onde há problemas", lembra.

A presidenta da Undime, Cleuza Repulho, destaca a importância do envio dos dados atualizados das redes de ensino. "A Undime tem feito um trabalho de conscientização dos gestores sobre a importância de se responder o censo e mais do que isso: a responsabilidade dos diretores das escolas e dos gestores em transmitir estes dados porque eles refletirão no financiamento", afirma.

Coleta – O envio dos dados do Censo Escolar poderá ser feito até 15 de agosto, por meio de sistema Educacenso no portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). As informações servem como referência para a formulação de políticas públicas e execução de programas que preveem transferência de recursos, como merenda e transporte escolares, distribuição de livros didáticos e o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Danilo Almeida