Laboratório 03 de Maio de 2011

Prêmio Inovação abre inscrições para boas práticas educacionais

De hoje até o dia 3 de julho, os municípios terão a oportunidade de inscrever suas experiências inovadoras em educação para concorrerem ao Prêmio Inovação em Gestão Educacional, que em 2011 chega a sua terceira edição. Os dez projetos vencedores terão, entre outros prêmios, um financiamento para capacitação dos dirigentes municipais. As inscrições serão feitas somente pela internet no endereço http://laboratorio.inep.gov.br.

Para participar do Prêmio Inovação, as experiências desenvolvidas pelos municípios devem estar em vigência e já apresentar resultado por meio de indicadores. Elas devem ser desenvolvidas pelos órgãos gestores de educação municipal e encaminhadas pelo respectivo dirigente municipal de educação até o dia 3 de julho, data em que deverá ter, no mínimo, 18 meses de implementação.

Cada município poderá cadastrar no Prêmio até quatro experiências inovadoras, desde que cada uma represente uma área temática diferente: Gestão Pedagógica, Gestão de Pessoas, Planejamento e Gestão, e Avaliações e Resultados Educacionais. Serão escolhidas cinco experiências por área, totalizando 20 iniciativas, para avaliação in loco. As demais experiências pré-classificadas passarão a fazer parte do Banco de Experiências do Laboratório

Os municípios premiados nas edições de 2006 e 2008 poderão concorrer novamente, desde que apresentem novas experiências. A meta da premiação é incentivar e mobilizar os municípios a fim de tornarem públicas as experiências inovadoras em gestão educacional municipal que contribuam para o alcance dos objetivos e metas do Plano Nacional de Educação (PNE) e do Compromisso Todos pela Educação. Para ser considerado uma experiência inovadora, o projeto deve contribuir para a solução de problemas e desafios da Educação Básica.

A comissão organizadora do Prêmio, composta por representantes do Inep/MEC e da Secretaria de Educação Básica (SEB/MEC) – que coordenarão o Prêmio Inovação – do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), indicará membros para compor a Comissão Julgadora do Prêmio, que serão divididas em subcomissões, para atender  a cada área temática.

Premiação

Ao final do processo, dez experiências serão premiadas, divididas por área temática. Serão entregues a cada município vencedor uma placa de premiação, certificado de recebimento do prêmio e um financiamento de evento formativo promovido pela Comissão Organizadora do Prêmio ao Dirigente Municipal de Educação e equipe. A solenidade de entrega da premiação será em Brasília – DF e a data do evento será divulgada posteriormente.  

O resultado será publicado no Diário Oficial da União e estará disponível também nos portais do Inep, MEC, FNDE, Undime e Unesco. As experiências, pré-classificadas e premiadas, farão parte do Banco de Experiências do Laboratório.

Histórico

Em 2006, ano da primeira edição do evento, mais de 260 iniciativas foram inscritas ao Prêmio. Municípios de todas as regiões do País participaram do evento, sendo que 76% deles tinham menos de 100 mil habitantes. As dez experiências premiadas, em conjunto com outras iniciativas selecionadas, deram início ao Banco de Experiências do Laboratório.

Em 2008, foram inscritas 240 iniciativas. Nesta edição, o Prêmio incorporou as orientações que regem o Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), especialmente o Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação. Assim, as experiências candidatas ao Prêmio deveriam ter identificação direta com uma ou mais Diretrizes estabelecidas pelo Plano de Metas, com foco no direito de aprender de cada criança, jovem ou adulto.


Assessoria de comunicação do Inep/MEC