Educação Básica Enem 04 de Julho de 2016

Nome social será usado por mais de 400 travestis e transexuais

Aumentou em 46% o número de travestis e transexuais que utilizarão o nome social no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2016. Ao todo, 408 pessoas tiveram a solicitação atendida. Na edição anterior, foram 278.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) recebeu 842 solicitações. Destas, 432 foram reprovadas porque os interessados não encaminharam a documentação, conforme exigia o edital do exame. Outros dois pedidos foram de participantes que posteriormente obtiveram o registro civil pelo nome social. 

Para serem tratados pelo nome social, era preciso fazer a inscrição no mesmo período que os demais candidatos. Posteriormente, entre 1º de junho e 8 de junho, o pedido deveria ser formalizado pela internet, com o preenchimento de formulário e envio de foto recente e cópia de documento de identificação.

A possibilidade de uso do nome social ocorreu pela primeira vez em 2014, quando foram feitos 102 pedidos.

Cartão – O cartão de confirmação estará disponível para todos os 8,6 milhões de inscritos exclusivamente na Página do Participante, em data a ser divulgada. No documento, constará o endereço do local de provas, datas e horários; o número da inscrição; a indicação do atendimento especializado ou específico; opção de língua estrangeira e solicitação de certificação, quando for o caso.

A impressão, para apresentação nos dias de provas não é obrigatória, mas recomendável, para que o candidato tenha as informações em mãos.

Veja os dados por UF

Acompanhe sua inscrição na Página do Participante

Leia também:

Edição deste ano recebe mais de 8,6 milhões de confirmações e supera 2015 em quase 1 milhão

Assessoria de Comunicação Social