Provinha Brasil 17 de Maio de 2016

Material impresso é enviado para escolas da rede pública

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) já iniciou o envio do material impresso da Provinha Brasil (2016/1) para as escolas públicas que participaram do processo de adesão à avaliação. A distribuição será concluída até o final deste mês.

São encaminhados, via Correios, os cadernos do Aluno e do Professor – contendo, respectivamente, os testes de leitura e matemática e as orientações para aplicação – e o Guia de Correção e Interpretação dos Resultados. A previsão é de que cerca de dois milhões de estudantes façam as provas elaboradas pelo Inep. 

Do total das redes públicas de educação, mais de 80% aderiram à avaliação. O resultado pode ser utilizado pela coordenação pedagógica e professores das escolas para auxiliar na análise de aprendizado das crianças que cursam o segundo ano do ensino fundamental. A aplicação das provas não é obrigatória. 

Sistema – Este ano, o Inep vai oferecer o Sistema Provinha Brasil – Escolas. A ferramenta permite o registro e a análise dos dados coletados a partir da aplicação das provas. A utilização desse recurso por parte das escolas que se inscreveram também é facultativa, segundo orientação das secretarias municipais e estaduais de Educação. 

Os relatórios de diagnóstico gerados pelo sistema serão mais um elemento para subsidiar decisões pedagógicas e de gestão, buscando a melhoria no aprendizado dos estudantes. O prazo para o lançamento das informações vai até 31 de julho. A partir de agosto, as secretarias deverão ter acesso aos resultados agregados das escolas de sua rede de ensino. 

Provinha – O processo para participar da Provinha Brasil (2016/1) teve início no ano passado, com a publicação da Portaria nº 387. Entre setembro de 2015 e janeiro de 2016, as redes públicas de educação informaram ao Inep o desejo de receber o material impresso da avaliação. 

A avaliação contém um teste de leitura e outro de matemática, com 20 questões cada. A orientação do Inep é de que as provas sejam aplicadas em sequência – leitura em um dia e, logo no dia seguinte, matemática. O material é distribuído para as redes públicas duas vezes por ano, sendo uma no começo do período letivo e outra ao final, para medir a evolução do estudante. 

Mesmo que o professor ou o aplicador na escola já tenha experiência com o teste, é importante que leia o Guia. O documento contém, por exemplo, um roteiro que deve ser seguido pelo aplicador: o número de questões que o professor deve ler na íntegra para os estudantes responderem; o número de testes que o professor só deve ler em parte para que a criança leia o restante; e uma parte da prova que deve ser lida totalmente pelo aluno.

A Provinha Brasil começou a ser realizada pelo instituto em 2008, com uma edição anual. Em 2011, foram inseridos os testes de matemática e, desde 2012, as provas são aplicadas no início e no fim do ano letivo. 

Assessoria de Comunicação Social do Inep