Observatório 28 de Julho de 2008

Lançado segundo edital do programa Observatório da Educação

Observatório da Educação

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES/MEC), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e a Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad), lançaram o segundo edital para o Programa Observatório da Educação, que convoca pesquisadores e acadêmicos a apresentarem suas propostas.

As pesquisas poderão ser propostas e realizadas por núcleos locais e por núcleos em rede, isto é, por programas de pós-graduação stricto sensu atuantes isoladamente e também por programas organizados em rede com outros programas. Isso significa dizer que os projetos não precisam estar necessariamente vinculados a teses de doutorado ou dissertações de mestrado, o que possibilita que um mesmo tema seja, simultaneamente, estudado por vários pesquisadores e a partir de várias perspectivas.

Estudantes de graduação e professores atuantes na rede pública de ensino básico também passam a integrar o rol de bolsistas, gerando mais uma oportunidade de encontro acadêmico entre os docentes dos diferentes níveis de ensino e uma maior aproximação entre o campus e a escola. Até aqui apenas docentes atuantes na pós-graduação e alunos de mestrado e doutorado eram bolsistas. A prioridade deste edital é a pesquisa sobre formação de professores, em consonância com as orientações estabelecidas pelo Ministério da Educação.

Projetos – No total serão financiados até 30 projetos, sendo 20 por núcleos locais e até 10 projetos para núcleos em rede. Os recursos disponíveis para o Observatório da Educação passaram de R$ 2 milhões em 2007 para R$ 5,5 milhões.

Todos os projetos deverão se enquadrar nos eixos temáticos propostos, ligados a educação básica, educação superior, educação profissional e tecnológica, educação continuada; educação de jovens e adultos, educação especial, educação no campo, educação quilombola, educação integral, ou educação a distância. Serão priorizadas as seguintes áreas de investigação: avaliação institucional e da aprendizagem, educação e desenvolvimento, e abordagens multidisciplinares de áreas de conhecimentos afins.

As propostas podem ser enviadas até o dia 08 de setembro de 2008.

Assessoria de Imprensa da Capes