Educação superior 08 de Julho de 2016

Instituições devem inscrever para o Enade até 7 de agosto

As instituições de educação superior devem inscrever os estudantes habilitados ao Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) de 2016 até 7 de agosto próximo. Farão o Enade concluintes de cursos de graduação de 18 áreas.

Os ingressantes de 2016 também devem ser inscritos, mas são dispensados da prova. Nesses casos, a situação de regularidade é atestada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Para orientar os responsáveis pelas inscrições nas instituições, o Inep produziu um manual e uma série de vídeos explicativos.

Áreas – Devem fazer as provas os concluintes de cursos das áreas de agronomia, biomedicina, educação física, enfermagem, farmácia, fisioterapia, fonoaudiologia, medicina, medicina veterinária, nutrição, odontologia, serviço social e zootecnia.

No grau de tecnólogo, o exame é destinado a concluintes de agronegócio, estética e cosmética, gestão ambiental, gestão hospitalar e radiologia.

Obrigatório – O exame, realizado pelo Inep, é obrigatório para concluintes de bacharelado com expectativa de conclusão do curso até julho de 2017 ou que já tenham concluído pelo menos 80% da carga horária mínima do currículo do curso até o fim do período de inscrição.

Também devem realizar o exame estudantes de cursos superiores de tecnologia com expectativa de conclusão até dezembro de 2016 ou que tenham cumprido mais de 75% da carga horária mínima do currículo até o fim do período de inscrição.

Provas – As provas serão realizadas em 20 de novembro, às 13 horas (horário de Brasília). Os estudantes terão quatro horas para responder 40 questões. Dessas, dez serão de formação geral (duas discursivas e oito de múltipla escolha) e 30 de conhecimentos específicos (três discursivas e 27 de múltipla escolha).

Saiba mais sobre o Enade
Consulte a legislação do Enade 2016
Confira o Manual do Enade e os vídeos tutoriais
Acesse o sistema de inscrições

Assessoria de Comunicação Social do Inep