Encceja 12 de Setembro de 2017

Penitenciárias japonesas recebem aplicação do Encceja Exterior PPL 2017

Começou nesta segunda-feira, 11, a aplicação do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos submetidos a penas privativas de liberdade e adolescentes sob medidas socioeducativas privadas de liberdade no exterior (Encceja Exterior PPL). As provas serão aplicadas em dez penitenciárias e centros de imigração de Tóquio para 25 pessoas. Foram 25 participantes inscritos e as provas podem ser aplicadas até 22 de setembro.  No último domingo, 10, foi aplicado o Encceja Exterior para brasileiros que vivem fora do Brasil.

Cada área do conhecimento tem uma Matriz de Referência (documento que subsidia a elaboração da prova) composta por 30 habilidades. Cada prova é composta por 30 itens do tipo múltipla escolha com quatro alternativas de resposta. O Inep recomenda notas mínimas para as instituições certificadoras. Para as provas objetivas a nota mínima sugerida é de 100 pontos em cada, o que representa em média 50% das habilidades que a prova de cada área afere.  No caso de Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes e Educação Física ou Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, o participante deverá adicionalmente obter proficiência na prova de Redação. A prova de redação distribui 10 pontos e a nota mínima sugerida pelo Inep é de cinco pontos. As provas serão aplicadas em um único dia.

O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos é voluntário, gratuito e destinado à certificação do Ensino Fundamental e Ensino Médio. O Exame é a ferramenta mais adequada para avaliar as pessoas que não tiveram a oportunidade de concluir os estudos em idade apropriada. Dessa forma, podem fazer o Encceja pessoas com no mínimo 15 anos completos na data da realização das provas que desejam pleitear certificação do Ensino Fundamental. Assim como as pessoas com no mínimo 18 anos completos na data da realização das provas.