Celpe-Bras 12 de Junho de 2020

Postos aplicadores devem formalizar adesão e informar vagas disponíveis até esta sexta-feira (12)

O prazo para adesão de postos e respectiva disponibilidade de vagas para aplicação do exame para obtenção do Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (Celpe-Bras) termina nesta sexta-feira, 12 de junho. O procedimento é realizado em ambiente virtual, pelo sistema administrador do exame, que é de responsabilidade do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Os critérios para o credenciamento dos postos aplicadores foram formalizados pela Portaria n.º 356, de 21 de maio de 2020. O Inep realiza a articulação com os coordenadores dos postos, no Brasil e no exterior, a fim de buscar as melhores soluções logísticas e pedagógicas para a implementação do Celpe-Bras, no cenário pós-pandemia. Os processos para capacitação a distância de aplicadores, avaliadores e demais colaboradores foram aperfeiçoados, assim como os materiais administrativos.

Celpe-Bras – Coordenado pelo Inep, o exame é o único aceito no Brasil para certificar a proficiência em língua portuguesa para estrangeiros. O Celpe-Bras é realizado com o apoio do Ministério da Educação (MEC) e do Ministério das Relações Exteriores (MRE). São competências do instituto a definição de regras, do cronograma e dos procedimentos logísticos para a aplicação do exame, além da elaboração do material avaliativo. Os postos aplicadores, credenciados pelo Inep, são instituições ligadas ao ensino da língua portuguesa para estrangeiros – instituições de educação superior, missões consulares, centros e institutos culturais.

Provas – As provas são constituídas por uma parte escrita, que avalia a compreensão oral e escrita e a produção textual em língua portuguesa; e uma parte oral, com interação entre participante e avaliador. A proficiência é aferida a partir do desempenho do participante nas duas partes. No ano passado, o Inep realizou o Celpe-Bras para 8.173 participantes, com emissão de 7.966 certificados. As provas foram aplicadas em 38 países da África, da América, da Ásia e da Europa e em 20 unidades da Federação.

Veja as regras para credenciamento de postos aplicadores