Censo Escolar 21 de Julho de 2004

Rede privada perde espaço no ensino médio

A quantidade de alunos matriculados no ensino médio da rede privada mantém-se praticamente estável, mas, devido ao aumento acentuado do número de estudantes nas escolas públicas, a representatividade do sistema particular reduz-se a cada ano. É o que mostra o balanço dos últimos 30 anos do Censo Escolar. Em 1971, 43,5% dos 1,1 milhão de alunos do ensino médio freqüentavam escolas privadas. Esse índice caiu, em 2003, para 12,4% dos 9,1 milhões de matrículas.

Na década de 70, o Censo Escolar, realizado pelo Inep, registrou um aumento na matrícula e na participação da rede privada. A inversão ocorreu na década seguinte. A partir de 1980, teve início uma forte expansão no sistema público e o número de estudantes nas escolas públicas saltou de 1,5 milhão, naquele ano, para 7,9 milhões, em 2003.

A tendência é que a participação do sistema público aumente ainda mais, pois apenas 33% dos jovens de 15 a 17 anos, faixa etária adequada ao ensino médio, estão matriculados nessa etapa de escolarização. O restante freqüenta outro nível de ensino (50%) ou está fora da escola (17%).

Para acessar mais dados a esse respeito consulte o EDUDATABRASIL

Assessoria de Imprensa do Inep