Saeb 09 de Dezembro de 2004

Inep promove curso para expandir a cultura de avaliação educacional

 

Com o objetivo de dar continuidade ao projeto de disseminar e expandir a cultura da avaliação educacional no País, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC) promove, de 13 a 17 de dezembro, o curso Escola de Avaliação, que será ministrado pelo professor Dr. Carlos Pardo Adames, especialista em avaliação educacional do Instituto Colombiano Para o Fomento da Educação Superior (ICFES). O evento vai capacitar técnicos das secretarias estaduais de educação nas metodologias de avaliação educacional para a criação de sistemas estaduais de avaliação. O curso terá início às 8h e será no Carlton Hotel, em Brasília. Os interessados em participar podem fazer a inscrição no próprio local.

No encontro serão abordados aspectos metodológicos e teóricos, como a construção de instrumentos de avaliação e, também, a construção da interpretação dos resultados do ponto de vista estatístico e pedagógico. A Escola de Avaliação é uma das atividades presentes no Acordo de Cooperação Técnica firmado entre a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e o Inep. No acordo, está prevista a formação de uma Rede Nacional de Avaliação da Educação Básica.

Para Carlos Henrique Araújo, diretor de Avaliação da Educação Básica do Inep, um dos elementos centrais para que se consolide a cultura de avaliação no Brasil é informar as pessoas acerca dos elementos técnicos da avaliação e dar-lhes também uma visão global desse processo. "Nada mais pertinente do que o Inep promover oficinas de avaliação, com o objetivo de aprimorar os conhecimentos de quem trabalha diretamente com ela, que são as pessoas dos Estados e das universidades brasileiras". Na opinião do diretor, quanto mais o Brasil desenvolver a cultura de avaliação mais terá resultados educacionais de aprendizagem. "A avaliação é um dos elementos centrais de melhoria da qualidade do ensino".

Formação da Rede teve início a partir de projetos-piloto

A ações, para a criação da Rede Nacional de Avaliação da Educação Básica, tiveram início em 2003, quando o Inep concedeu apoio técnico e financeiro aos Estados para a realização dos seus próprios sistemas de avaliação. Os dados da avaliação dos Estados são comparáveis com os do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb), fazendo assim com que as avaliações estaduais se comuniquem com a avaliação nacional. Cerca de 12 Estados têm tido uma continuidade no processo de avaliação educacional e o Inep vai continuar trabalhando para expandir esse processo.

Em agosto deste ano, por exemplo, a Secretaria de Educação do Mato Grosso do Sul enviou a todas as escolas do Estado os resultados do seu sistema próprio de avaliação, que verificou, em 2003, o desempenho dos estudantes em Matemática e Língua Portuguesa. A avaliação abrangeu a 4ª e 8ª séries do ensino fundamental e a 3ª série do ensino médio. No mês seguinte, foi a vez de a Secretaria de Educação do Acre divulgar seus resultados. Confira abaixo a programação do curso:

Programação do curso:

1. Montagem de Metodologias de Avaliação
---1.1. Elaboração de matrizes de referência
---1.2. Construção de itens
--- --- ---* Itens dicotômicos
--- --- ---* Itens politômicos
--- --- ---* Itens de resposta construída
--- --- ---* Outros tipos de itens
---1.3. Elaboração de provas
---1.4. Noções de amostragem
---1.5. Construção e interpretação de escalas
--- --- ---* Modelos TCT/TRI
--- --- ---* Modelo de Rasch
---1.6. Equalização
---1.7. Construção e interpretação de escalas
---1.8. Formas de divulgação de resultados
--- --- ---* por aluno
--- --- ---* por tema
--- --- ---* outras formas de divulgação

2. Modelo de Rasch. Pressupostos, implementação, processamento da informação, análise de item, escalas, função de informação, confiabilidade, validade, construção de provas, etc.

Assessoria de Imprensa do Inep: (61) 2104-8023/9563/8037