Saeb 15 de Julho de 2005

Educação básica terá avaliação por unidade escolar

 

A partir de novembro próximo, a avaliação da educação básica passará a coletar informações por unidade escolar. A medida permitirá apresentar resultados de desempenho de cada uma das 43 mil escolas públicas localizadas em zona urbana de mais de 5 mil municípios brasileiros. Terá a abrangência de cerca de 5 milhões de estudantes de 4ª e 8ª séries do ensino fundamental. Os dados de cada unidade escolar serão fornecidos aos secretários municipais e estaduais de Educação.

O sistema de avaliação da educação básica brasileira é um dos mais avançados da América Latina, segundo a coordenadora-geral do Sistema de Avaliação da Educação Básica do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep/MEC), Luiza Massae Uema, que participou da Conferência da Associação de Avaliação Educacional das Américas, nesta quarta-feira, 12, em Brasília. A conferência reuniu, por três dias, representantes de nove países das Américas.

Atualmente, os resultados da avaliação são apresentados por amostragem. Isso, segundo Luiza, limita a identificação dos problemas no interior das escolas. "O exame por unidade escolar nos dará a informação mais precisa, próxima da realidade da própria escola, e proporcionará maior capacidade de mobilização e de partilhamento da responsabilidade com a qualidade da educação", garantiu Luiza.

A coordenadora diz que não basta apurar os dados. As informações devem ser convertidas em programas e projetos. "A tônica é buscar informações para subsidiar a formulação de políticas públicas."

Os exames do Sistema Nacional de Avaliação de Educação Básica serão realizados de 16 a 30 de novembro, em mais de 90% dos municípios do país.

Assessoria de Imprensa do Inep: (61) 2104-8023 / 8037 / 9563