Censo Escolar 23 de Março de 2007

Censo Escolar recebe mudanças

O Censo Escolar deste ano passará por mudanças significativas este ano. Deixarão de ser solicitados meramente dados numéricos e passarão a ser pedidos dados específicos de cada estudante, professor, turma e escola – tanto das redes públicas (federal, estaduais e municipais) quanto da rede privada. Até o ano passado os dados eram preenchidos em uma ficha em papel e agora passarão a ser lançados diretamente na internet. O objetivo da mudança é gerar dados mais fidedignos e detalhados.

Conteúdo – O Censo é respondido por uma pessoa, normalmente pelo secretário ou diretor da escola. Ele irá preencher um cadastro para cada aluno. Nessa ficha serão pedidos nome completo, data de nascimento, sexo, cor/raça, nome dos pais, naturalidade, endereço residencial e ainda se necessita de atendimento escolar diferenciado (hospitalar ou domiciliar), se utiliza transporte público, se tem necessidade educacional especial ou se recebe apoio pedagógico. Serão lançadas, também, informações sobre o rendimento escolar do ano anterior.

Os professores que estão em regência de classe também terão suas informações prestadas individualmente. Além dos dados de identificação, serão solicitadas informações sobre escolaridade, formação continuada e sobre a docência que exerce: turmas em que atua e disciplinas que leciona.

Às escolas serão pedidas informações a respeito da infra-estrutura, equipamentos, participação em programas como livro didático e alimentação escolar, dados educacionais como modalidades (regular, especial ou de jovens e adultos) e etapas (creche, pré-escola, fundamental, médio, profissional) oferecidas. Informações sobre utilização de material didático específico para grupo étnico, sala de recursos, atendimento educacional especializado, também serão levantadas.

Treinamento - Na próxima segunda-feira, dia 26, terão início as experiências-piloto para preenchimento do novo Censo Escolar, no sistema "Educacenso". Na primeira fase, será feito treinamento e, na segunda, preenchimento e envio de dados. O treinamento será feito em oficinas de trabalho com duração de 16h. Os informantes aprenderão a utilizar o sistema de captação de dados desenvolvido pela equipe técnica do INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), órgão responsável pelo Censo Escolar. As experiências-piloto serão realizadas em Roraima, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal.

Em Roraima serão treinados 120 informantes de escola (secretário e/ou diretor). Participam da experiência informantes de 98 escolas estaduais, sendo 18 rurais e 80 urbanas. Do total, apenas 17 têm acesso a Internet. Segundo dados enviados anteriormente ao INEP, essas instituições de Roraima agregam um total de 66.526 alunos e 3.135 docentes em 2.397 turmas.

No Espírito Santo 90 informantes serão treinados. Eles vêm de 85 escolas, todas elas de redes municipais. Dessas, 63 têm Internet. Essas escolas têm um total de 51.885 alunos, 2.752 docentes e 1.917 turmas.

No Mato Grosso do Sul, farão o treinamento 102 informantes que lançarão dados de 95 escolas. Dessas escolas, 89 são estaduais e urbanas e cinco são municipais – dessas, quatro rurais e uma urbana – e uma é privada e urbana. Apenas duas não têm acesso a Internet. Essas instituições abrangem uma comunidade escolar de 89.048 alunos, 4.212 docentes em 2.850 turmas.

No Distrito Federal serão treinados 62 secretários de escolas, além da equipe estadual do Censo. Participam da experiência 62 escolas estaduais, sendo 58 escolas urbanas e quatro rurais. Do total, apenas cinco não têm acesso a Internet. Segundo os dados do Censo Escolar de 2006, essas escolas agregam um total de 49.349 alunos, 2.031 docentes e 1.458 turmas. O treinamento no Distrito Federal será realizado nos dias 10 e 11 de abril.

Assessoria de Imprensa do Inep