Saeb 09 de Julho de 2003

Desempenho escolar de estudantes da Região Sudeste é tema de seminário

 

Ao completar o ensino fundamental, alunos têm dificuldades em leitura e matemática. Educadores debaterão resultados de avaliação educacional, nesta quinta, em Belo Horizonte

Os estudantes prestes a concluir o ensino fundamental apresentam desempenho escolar bem abaixo dos patamares adequados. Cerca de 23% dos alunos da 8ª série da Região Sudeste não desenvolveram habilidades de leitura compatíveis com esse nível de escolarização e estão classificados nos estágios de rendimento considerados “crítico” ou “muito crítico”.

A situação é mais grave em matemática: 54% dos estudantes localizam-se nos mais baixos patamares. Eles não conseguem transpor o que é solicitado no enunciado de uma questão para uma linguagem matemática. Apesar de elevados, os índices da região são menores do que a média nacional. No País, 25% estão nas escalas de “crítico” e “muito crítico” em língua portuguesa e 58% nestes mesmos patamares em matemática.

Os resultados estão no relatório do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb/2001) e serão debatidos em seminário regional, que acontece nesta quinta e sexta-feira, 10 e 11 de julho, no auditório da Secretaria de Educação de Minas Gerais, em Belo Horizonte. O objetivo é detalhar e aprofundar a análise dos dados da avaliação, discutir formas de melhorar a divulgação das informações e apresentar os planos para o Saeb/2003, que terá as provas aplicadas em novembro próximo.

O encontro terá participação de educadores e técnicos em avaliação e planejamento das secretarias estaduais e municipais de educação dos estados da Região Sudeste. Estarão presentes na abertura do seminário, o secretário adjunto de Educação de Minas Gerais, João Filocre, a secretária de Educação de Belo Horizonte, Maria do Pilar Lacerda, e o diretor de Avaliação da Educação Básica do Inep/MEC, Carlos Henrique Araújo.

Para o diretor do Inep, o encontro é uma oportunidade para ampliar as discussões que levem ao melhor aproveitamento dos resultados do Saeb por parte das secretarias de educação, escolas e professores. De acordo com Araújo, a avaliação mostra uma queda sistemática no desempenho dos estudantes desde 1995. No Sudeste, a nota média dos estudantes da 8ª série do ensino fundamental em língua portuguesa no Saeb caiu de 256, em 1995, para 235, em 2001, numa escala que vai 125 a 425 pontos. Em matemática, passou de 262 para 249, no mesmo período.

No seminário, também serão apresentados os resultados para a 4ª série do ensino fundamental e 3ª série do ensino médio. Esse é o terceiro de uma série de quatro eventos envolvendo todas as unidades da Federação. Nos seminários anteriores, com representantes das Regiões Nordeste, Centro-Oeste e Sul, os participantes indicaram problemas na avaliação, como a desarticulação entre secretarias de educação e o Ministério da Educação, a linguagem técnica dos relatórios e a não utilização dos resultados para a elaboração de projetos político-pedagógicos. Em agosto será realizado o encontro nacional, em Brasília. Além destes fóruns de discussão, a equipe do Saeb tem se reunido com pesquisadores para elaborar propostas de aperfeiçoamento da avaliação.

Avaliação acontece a cada dois anos

Realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC), o Saeb aplica, a cada dois anos, uma prova de Língua Portuguesa e Matemática numa amostra de estudantes de 4ª e 8ª séries do ensino fundamental e 3ª série do ensino médio. O objetivo é avaliar a qualidade do ensino nos sistemas educacionais dos Estados, das regiões e do País.

A partir deste ano, o Saeb passará a acompanhar o desempenho dos alunos que participam do programa Bolsa-Escola, do Ministério da Educação. Outra novidade diz respeito ao questionário socioeconômico, aplicado a alunos, professores e diretores, que vai incluir questões sobre o problema da violência. Também será criado um grupo de estudo para aprofundar a análise sobre cor e rendimento dos estudantes.

Outras informações sobre o seminário:

Data: 10 e 11 de julho de 2003.

Local: Auditório da Secretaria de Educação de Minas Gerais - Avenida Amazonas, 5855, Gameleira, Belo Horizonte

Horário: Das 9 às 18 horas

Assessoria de Imprensa do Inep: (61) 410-8023 / 8037 / 9563