Enem 13 de Dezembro de 1999

Desempenho dos alunos no Enem é satisfatório

A nota média obtida pelos participantes foi 51,93 na prova de conhecimentos gerais e 50,37 na prova de redação.

Cerca de 70% dos 315.960 participantes da segunda edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) tiraram notas médias, nas provas de conhecimentos gerais e de redação, acima de 40 pontos, numa escala de zero a 100. Este desempenho pode ser classificado entre regular e excelente.

Os resultados do Enem de 1999 foram divulgados nesta terça-feira, 14 de dezembro, pelo ministro da Educação, Paulo Renato Souza, e pela presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Maria Helena Guimarães de Castro.

O Enem é uma avaliação inovadora, criada pelo Ministério da Educação para medir as competências e habilidades desenvolvidas pelos alunos ao término da escolaridade básica. Apesar de ter como objetivo avaliar o perfil de saída dos alunos que concluem o ensino médio, o exame vem servindo de referência pessoal de auto-avaliação e passou a ser utilizado pelas universidades como um dos critérios de seleção para acesso ao ensino superior.

De acordo com os resultados finais, tanto na parte objetiva da prova de conhecimentos gerais como na redação, o desempenho dos alunos foi equivalente, apresentando poucas variações. Em conhecimentos gerais, a média nacional dos participantes foi 51,93 e, em redação, 50,37.

Na prova de conhecimentos gerais, composta de 63 questões de múltipla escolha, 18% dos alunos tiveram desempenho entre bom e excelente, com notas variando de 70 a 100. Outros 51,5% receberam notas entre 40 e 70, faixa considerada entre regular e bom. Demonstraram rendimento entre insuficiente e regular, com notas que oscilaram de zero a 40 pontos, 30,5% dos alunos.

Na redação, tiraram notas entre 70 e 100, na faixa de bom a excelente, 15,7% dos participantes. O percentual de alunos com notas na faixa de 40 a 70 pontos, considerada entre regular e bom, atingiu 53,4%. Entretanto, não conseguiram produzir um texto minimamente satisfatório, 30,9% dos que fizeram a prova. Apenas 3% entregaram a redação em branco e pouquíssimos anularam o texto. A nota zero foi atribuída a 18,6 mil redações e a nota máxima, a cerca de 800 participantes.

Alunos de escolas públicas tiraram nota média 44,3 na prova de conhecimentos gerais e 45,4 em redação. Estas notas são inferiores às de alunos provenientes de escolas privadas, que alcançaram média 59,0 em conhecimentos gerais e 55,1 em redação.

"Isto mostra que a diferença entre os alunos de escolas públicas e privadas não é tão significativo. Os melhores alunos da rede pública obtêm desempenho igual ou superior ao dos alunos de escolas privadas. Com a reforma do ensino médio e a melhoria da qualidade do ensino público, essa diferença cairá ainda mais", afirmou o ministro da Educação.