Censo Escolar 14 de Abril de 2004

Censo Escolar verificará uso da língua indígena

Pela primeira vez, o Censo Escolar vai verificar o uso das línguas indígenas nas escolas localizadas em áreas habitadas por esses povos. Com o levantamento, será possível visualizar a riqueza sociolingüística do País e redirecionar as políticas públicas.

O estabelecimento de ensino, além de informar se a aula é dada na língua da própria comunidade, deverá assinalar em qual das cerca de 180 línguas indígenas existentes no Brasil o ensino é ministrado. Atualmente, há 2.079 escolas em áreas indígenas.

Para Kleber Gesteira Matos, coordenador de Educação Escolar Indígena do MEC, o levantamento vai permitir localizar onde há revigoramento ou perda lingüística. “Se uma escola não utiliza a língua indígena, é um sinal de tragédia lingüística, e é preciso conhecer para atuar rápido”. Segundo ele, o censo vai contribuir para orientar a produção didática sobre a educação indígena e ajudar os gestores e as organizações não-governamentais no desenvolvimento de uma educação de qualidade no âmbito do espaço escolar.

Bibliotecas - Os recursos disponíveis pelas bibliotecas escolares para oferecer um bom atendimento ao estudante também serão detalhados pelo Censo Escolar de 2004. O levantamento vai verificar se há, por exemplo, mesa para leitura, mapas, dicionário, obras literárias, didáticas e documentais, gramática e computador. Também será pesquisada a formação do responsável pela biblioteca.

O Censo pretende mostrar, ainda, como são realizadas as visitas à biblioteca. Caso elas ocorram, o levantamento quer identificar se são feitas como parte das atividades previstas pelo projeto pedagógico da escola ou por iniciativa da comunidade, do aluno ou do professor. Atualmente, cerca de 30% das escolas que oferecem o ensino fundamental têm biblioteca.

Temas sociais - Outra novidade no censo deste ano é a inclusão de um quesito, no questionário, para identificar a quantidade de escolas localizadas em áreas remanescentes de quilombos. Pelo levantamento, também será conhecido o número de escolas que funcionam em penitenciárias ou centros de reeducação.

Os estabelecimentos de ensino informarão, ainda, sobre os temas sociais contemporâneos abordados em sala de aula, seja por meio de projetos, disciplinas especiais ou matérias curriculares. Direitos humanos, educação para o trânsito, ética, cidadania, meio ambiente, racismo, sexualidade, violência e drogas são alguns dos assuntos apresentados pelo questionário do censo.

Campanha - O levantamento está sendo realizado em 215.683 escolas da educação básica pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC), em parceria com as secretarias de Educação. Serão coletadas informações sobre matrícula, professores e infra-estrutura. A partir do recebimento do questionário, os estabelecimentos de ensino terão até 30 dias para preencher o formulário e devolvê-lo.

A partir desta semana, começa a ser veiculada, nas rádios e TVs, a campanha do Censo Escolar 2004. O objetivo é conscientizar diretores e professores para o preenchimento correto do questionário. O anúncio reforça que os dados informados serão utilizados na definição das verbas destinadas aos programas oficiais.

Assessoria de Imprensa do Inep