Encceja 05 de Agosto de 2018

Provas do Encceja 2018 começam a ser aplicadas em 592 municípios brasileiros

As provas do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2018 começaram a ser aplicadas em todo o Brasil, às 9h deste domingo, 5 de agosto, seguindo o Horário de Brasília. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) se preparou para receber os 1.695.607 inscritos em 4.267 locais de prova de 592 municípios de todas as Unidades da Federação. O consórcio responsável pela aplicação é composto pela Fundação Cesgranrio, Fundação Getúlio Vargas (FGV) e pelo Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (CAEd), da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

As provas da manhã têm 4 horas de duração, com aplicação de 9h às 13h. Nesse turno são aplicadas as provas de Ciências Naturais e Matemática, para o Ensino Fundamental; e Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias, para o Ensino Médio. Já as provas da tarde têm 5 horas de duração, com aplicação das 15h30 às 20h30. Nesse turno os participantes fazem provas de Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física, História e Geografia, para o Ensino Fundamental; e Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação e Ciências Humanas e suas Tecnologias, para o Ensino Médio. Os portões são abertos com uma hora de antecedência e fechados quinze minutos antes da prova.

Ao todo, 356.326 participantes se inscreveram com o objetivo de conquistar o certificado do Ensino Fundamental. A maioria, 1.339.281 participantes, está em busca do certificado do Ensino Médio. O Encceja é destinado a jovens e adultos que não tiveram a oportunidade de concluir seus estudos na idade apropriada para cada nível de ensino. Para tentar a Certificação de Conclusão do Ensino Fundamental é necessário ter 15 anos completos até a data de aplicação do Exame e para o Ensino Médio, 18 anos.

Justificativa de ausência – O Encceja é um Exame gratuito, integralmente custeado pelo Governo Federal. Em 2017, 56,9% dos inscritos faltaram à aplicação no turno matutino e 59,7%, no vespertino. Para tentar diminuir a abstenção, e consequentemente o gasto público desnecessário, o Ministério da Educação e o Inep exigirão documentos que justifiquem a ausência para aqueles participantes que não comparecerem em 2018 e quiserem participar em 2019. Se não tiver como justificar a ausência, o participante deverá ressarcir ao Inep o custo gasto com ele no Encceja 2018 acrescido da correção do IPCA 2018 quando for se inscrever para o Encceja 2019.

Clique aqui para acessar o Press Kit do Encceja 2018