Revalida 23 de Novembro de 2017

Data da divulgação dos resultados da 1ª etapa do Revalida 2017 será anunciada em breve

A data de divulgação do resultado final da 1ª Etapa do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeira (Revalida) 2017 será anunciada, em breve, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Quando os resultados forem disponibilizados, os participantes deverão acessar o Sistema Revalida e fornecer CPF e senha cadastrada na inscrição.

Apenas os aprovados na 1ª Etapa poderão se inscrever para a 2ª Etapa, prevista para março de 2018, que será formada por uma prova de Avaliação de Habilidades Clínicas. Será preciso confirmar a inscrição para a 2ª etapa e pagar uma taxa de inscrição de R$ 450. Nessa etapa, o participante percorre dez estações resolvendo tarefas como, por exemplo, a investigação de história clínica, a interpretação de exames complementares, a formulação de hipóteses diagnósticas, a demonstração de procedimentos médicos, o aconselhamento a pacientes ou familiares.

A 1° Etapa do Revalida contou com uma prova objetiva, composta de 100 questões de múltipla escolha, e uma discursiva, com cinco questões, que avaliaram as competências, as habilidades e o nível de desempenho esperado, de acordo com a matriz de correspondência curricular. As provas foram aplicadas para médicos de 56 diferentes nacionalidades em 24 de setembro.

Revalida – O Exame subsidia os processos de revalidação, feito por determinadas universidades públicas, dos diplomas de médicos que se formaram no exterior. O Revalida é direcionado aos estrangeiros e brasileiros que se graduaram em outro país e querem exercer a profissão no Brasil. Para participar é preciso ser brasileiro ou estrangeiro em situação legal de residência no Brasil, e ter diploma médico expedido por instituição de ensino superior estrangeira, reconhecida no país de origem pelo seu ministério da educação ou órgão equivalente, e autenticado pela autoridade consular brasileira. O participante precisa ter Cadastro de Pessoa Física (CPF) e apresentar o diploma digitalizado na inscrição para ter direito a fazer o Exame.